Bispo de Coimbra acredita no sucesso da candidatura da mata nacional do Bussaco a património da UNESCO O bispo de Coimbra, D. Virgílio Antunes

Bispo de Coimbra acredita no sucesso da candidatura da mata nacional do Bussaco a património da UNESCO

Classifique este item
(0 votos)

O bispo de Coimbra, D. Virgílio Antunes, deixou, no passado dia 13, na receção nos Paços do Concelho realizada no âmbito da visita pastoral às paróquias de Mealhada, Casal Comba e Vacariça, o seu aval e a sua crença no sucesso da candidatura a património da UNESCO da Mata Nacional do Bussaco e no desenvolvimento da vertente de turismo religioso.

O presidente da Câmara da Mealhada, Rui Marqueiro, pediu “ajuda na cruzada para fazer do Bussaco um local de peregrinação e um marco no turismo religioso” e o bispo de Coimbra deu a sua bênção ao projeto, afirmando sentir-se “feliz por estarem a ser dados passos para a valorização daquele espaço”.

Virgílio Antunes acredita que a matriz religiosa da Mata Nacional do Bussaco – o deserto Carmelita – fará a diferença na candidatura a Património da UNESCO e considerou que a mesma “tem todas as condições para ter sucesso”. “Nestas candidaturas o mais adequado é ir-se à identidade mais profunda dos lugares, essa é a diferenciação em relação a outros locais e a matriz fundamental do Bussaco é religiosa. E aqui conjugam-se os vários aspetos – natureza, património, história”, sublinhou.

Na visita à Câmara Municipal – que incluiu o contacto com os funcionários -, D. Virgílio Antunes falou da necessidade de cooperação e colaboração “institucionais -  e entre pessoas - na procura do bem comum e da melhoria de condições de vida para os que vivem e trabalham no concelho”, desejando ainda que este “Executivo consiga concretizar os seus projetos e ideais”.

Rui Marqueiro ofereceu ao bispo de Coimbra uma salva de prata comemorativa da visita e retribuiu os votos de sucesso na Diocese, assegurando que, na Câmara Municipal da Mealhada, se defendem os princípios de liberdade, respeito, igualdade e tolerância religiosa referidos por D. Virgílio Antunes.

 

Lida 154 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social periódico, distribuído electronicamente, que visa através da inserção de notícias, promover a identidade regional, o turismo, e a divulgação/defesa do património natural, arquitectónico, pessoas, animais e tradições, dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, nomeadamente: Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca e do forma mais geral dos restantes municípios do distrito.

Itens relacionados

De Ovar a Aveiro: sobre a importância do tempo

O Ondas da Serra, ou melhor o Sílvio, o Rui e eu, percorreu Ovar a Aveiro em bicicleta. A aventura começou no primeiro dia em que se ponderou fazer o caminho desde a cidade vareira à cidade dos canais, sempre com a Ria como apoio. Foram mais de 10 horas de percurso e perto de 90 quilómetros de caminho. Mais do que pedalar, ficar espalmado ou mergulhar os pés na lama, ficou a importância do tempo.

Pateira de Fermentelos | Uma idílica viagem à tranquilidade

Um destes domingos com sol radioso fomos explorar a Pateira de Fermentelos ou de Espinhel como é também conhecida, localizadas em Águeda. Partimos à aventura em Oís da Ribeira, tendo começado o percurso junto ao seu parque de lazer. Como guia para a nossa caminhada seguimos o PR1, que passa também junto aos rios Cértima e Águeda.

Terras de Fuste, Função e Paço de Mato

Ondas da Serra partiu à descoberta um destes dias por terras de Vale de Cambra. Deixamos o carro em Rogê, perto do Centro Cívico e partimos para desbravar terrenos e procurar aventuras. Não fomos de caravela, nem navegamos numa nau, levamos a bicicleta, não levamos varapau. 

Faça Login para postar comentários
Pub