BioRia – Percurso de Salreu BioRia - Percurso de Salreu

BioRia – Percurso de Salreu

Classifique este item
(0 votos)

A Ria de Aveiro possui uma riqueza incalculável em termos da preservação da biodiversidade, mas é necessário estarmos atentos e lutar pela sua conservação, sendo esse um dos objetivos do projeto BioRia do Município de Estarreja.

BioRia - Percurso de SalreuO Ondas da Serra foi de bicicleta conhecer o “Percurso de Salreu”. Para chegarmos ao local viajamos pela Estrada Nacional 109, ao chegar a Salreu, sentido Norte-Sul, junto ao cruzeiro viramos à direita seguindo as indicações. Quando chegamos estivemos a conversar e obter indicações no Centro de Interpretação Ambiental, onde o jovem Rodrigo Nobre, a fazer um estágio do curso “Gestão Aplicada e Desenvolvimento de Produtos Turísticos”, nos prestou os esclarecimentos necessários.

Se pretender fazer este percurso tem que tomar uma decisão, se vai fazê-lo de bicicleta (que podem ser alugadas no local), ou se vai caminhar. Se for para observar e contemplar a natureza, aconselhamos a caminhada, o percurso não é muito extenso tem 7.700 Mts. Como é feito de forma mais lenta e silenciosa uns binóculos ajudam a ver as aves de forma espontânea. Caso pretenda cobrir uma área mais extensa a bicicleta é a opção mais indicada.

O percurso tem torres de observação e alguns locais para merendas e há uma parte que conflui com o rio Antuã. A palete de cores que este local oferece é espetacular, com a luz difusa faz as delícias dos amantes da fotografia. Por todo o lado as aves esvoaçam à nossa frente. Os aromas são doces com travo salgado das águas da ria, o coaxar das rás só para quando elas saltam à sua frente surpreendias com intrusão.

Percursos disponíveis: Salreu, Rio Jardim, Bocage, Rio Antuã, Rio Gonde, Ribeira de Pardilhó, Ribeira de Veiros e Fermelã.       

 

Descrição Informações Coordenadas
O percurso de Salreu é de natureza circular, tendo o seu início e término junto ao Centro de Interpretação Ambiental do Bioria. É um percurso de 8 km, que atravessa áreas de enorme beleza paisagística, como campos de arroz, sapais, juncais e caniçais. A presença do Rio Antuã e do Esteiro de Salreu, ligados por uma rede de valas, permite a comunicação entre todos os habitats, justificando os elevados índices de biodiversidade existentes

Distância a percorrer: Cerca de 7,7 Km.

Duração do percurso: Aproximadamente duas horas e meia.

Âmbito do percurso: Ambiental, paisagístico, cultural e desportivo Grau de dificuldade: Fácil (inexistência de desníveis)

Época aconselhada: Todo o ano

Coordenadas GPS: [GPS 40º43’56’’ N | 8º34’07’’W]

Fonte: Bioria

 

Lida 285 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social com distribuição da informação pela Internet, que visa promover a identidade regional e o turismo através da promoção da cultura, património, monumentos, museus, desporto, economia, gastronomia, ecologia e coletividades dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra, Arouca e dos restantes municípios desta região.

Itens relacionados

Cais do Bico na Murtosa

O Cais do Bico fica localizado no Lugar do Bico, no concelho da Murtosa. Este pedaço de terra junto à Ria de Aveiro é dotado de uma grande beleza natural, calma e tranquilidade. O espaço que se abre para as águas oferece um amplo parque de merendas relvado, com algum arvoredo, e mesas onde poderá fazer piqueniques com a família ou amigos. No dia da nossa visita alguns grupos de amigos defrontavam-se no jogo da malha. No verão, os domingos por estes lados são muito animados e as mesas muito disputadas.

Pedalando por Válega e Avanca

Um destes dias fomos pedalar por Válega e Avanca. Iniciamos o percurso pela Rua Ponte de Pedra, perto da linha do norte da CP e do viaduto da Avenida D. Maria II em Ovar. Pedalamos alguns quilómetros em direção a sul, pela Rua do Afreixo, por um caminho de terra batida, sempre com a linha pelo nosso lado direito. A dada altura perto do apeadeiro de Válega tivemos que passar para o outro lado da linha e continuamos a pedalar em direção a sul, mas agora com a linha pelo nosso lado esquerdo.

Rio Inha em Canedo

A margem esquerda do Rio Inha em Canedo foi requalificada, dotando agora aquela parte do rio com uma bonita frente ribeirinha com cerca de três quilómetros. Quem circular pela Estrada Nacional 222 entre Canedo e Castelo de Paiva, antes da Ponte do Inha, vira à direita e desce para a Rua da Ribeirinha, onde começa o percurso, que termina no Rio Douro.

Faça Login para postar comentários
Pub