GNR prendeu 4 suspeitos e aprendeu diverso material furtado

Classifique este item
(0 votos)

Elementos das Forças de Segurança da Guarda Nacional Republicana, do Comando Territorial de Aveiro, pertencentes ao Posto Territorial de Águeda, detiveram em flagrante delito, no dia 4 de junho, na Zona Industrial de Barrô – Águeda, quatro homens com idades compreendidas entre os 26 e os 48 anos, por furto qualificado.

Agueda 4 Detidos furto qualificadoNa sequência de uma denúncia de furto em interior de estabelecimento industrial, os militares surpreenderam os suspeitos a abandonar as instalações na posse do material furtado tendo sido apreendido:

  • Um veículo;
  • 13 motores;
  • 44 resistências;
  • Uma bateria;
  • Cerca de 50 quilos de fio de cobre;
  • Nove tubos de INOX;
  • Quatro pares de luvas;
  • Um pé de cabra;
  • Uma lanterna;
  • Duas folhas de serra de cortar ferro
  • Um alicate de cortar ferro.

Os suspeitos foram constituídos arguidos, sujeitos a termo de identidade e residência tendo sido presentes presentes ao Tribunal Judicial da Comarca de Aveiro.

Lida 88 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social com distribuição da informação pela Internet, que visa promover a identidade regional e o turismo através da promoção da cultura, património, monumentos, museus, desporto, economia, gastronomia, ecologia e coletividades dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra, Arouca e dos restantes municípios desta região.

Itens relacionados

Museus na região Aveiro

Ondas da Serra apresenta neste artigo uma seleção de museus que pode visitar, onde poderá apreender sobre história, património, história da cortiça, chapelaria, música, rádio, espécies de peixes, azulejos, casas antigas, ferramentas agrícolas ou como se fabricava o papel.

Percursos pedestres/bicicleta em Aveiro

O nosso magnifico distrito possui dezenas de trilhos onde podemos observar a natureza, pássaros, insetos, flores, árvores e escutar um silêncio que dificilmente encontramos no meio urbano. Por vezes durante as caminhadas poderá cruzar-se com os habitantes desses locais, lembrem-se que um cumprimento e um sorriso não custam nada e fazem muito bem. Nós temos falado com pastores, pescadores, idosos e feirantes que sempre nós ensinam algo e nos relembram de outros tempos em que a sociedade estava mais unida.

De bicicleta por rios, aldeias e florestas de Castelo de Paiva e Alvarenga

No dia 14 deixamos o carro perto do novo monumento ao vinho verde em Castelo de Paiva e começamos o percurso de bicicleta pela estrada nacional 225, em direção a Alvarenga. Há muito tempo que procurávamos e encontramos finalmente uma zona sem manchas florestais queimadas.  Este trajeto é muito calmo, tranquilo e dotado duma serena natureza. Por estas terras existe um equilíbrio entre a natureza e humanização da paisagem.  Não foi fácil esta demanda e releva o que se tem passado nos últimos anos em Portugal.

Faça Login para postar comentários
Pub