Ovar (169)

Ovar

O concelho de Ovar dispõe de uma excelente localização e ótimas acessibilidades. Localizado no Distrito de Aveiro, ocupa uma posição excêntrica no litoral norte, ficando próxima dos maiores centros urbanos do Norte e Centro de Portugal – Porto e Aveiro.

Com uma área total de 160.64 Km2. Integra oito freguesias Arada, Cortegaça, Esmoriz, Maceda, Ovar, S. João, s. Vicente de Pereira e Válega.

Substituindo um antigo concelho extinto, Ovar teve carte de fora dada por D. Manuel I, em 10 de fevereiro de 1514. Terra de lavradores, pescadores, comerciantes e artesãos. Ovar conheceu os rumos da industrialização e urbanização a partir doa anos 50 do século passado.

O desenvolvimento económico não perturbou os hábitos multisseculares, mantendo vivas as tradições do Cantar dos Reis, das Procissões Quaresmais, das festividades de verão e da grande festa popular que é o Carnaval.

O concelho de ovar dispõe de um património natural riquíssimo (a floresta, a Ria e as praias), um importante património arquitetónico e cultural (azulejo e arte sacra), o afamado Pão-de-Ló de Ovar, tudo isto aliado à modernidade de uma rede de acessos privilegiada, várias zonas industriais, comércio e serviços, equipamentos desportivos de qualidade e de uma rede de ecopistas e ciclovias com ais de 40 km de extensão.

No próximo sábado, dia 30 de dezembro,  esta Trupe atuará em várias casa e estabelecimentos comerciais entre as 17 e as 22.30 horas.

O fim de cada ano coincide sempre uma das maiores tradições existentes em Ovar, o Cantar os Reis. O que distingue este "Cantar os Reis" é o facto das Troupes terem surgido de forma espontânea, imbuídas de um saudável amadorismo, integrando indivíduos de diferentes níveis sociais, económicos e intelectuais, exigindo no entanto um mínimo de qualidade interpretativa e melodiosa.

"Investimentos estratégicos representam 15 Milhões do Orçamento"

O Orçamento, as Grandes Opções do Plano (GOP's) e o Mapa de Pessoal do Município de Ovar para 2018 foram ontem à noite em sede de Assembleia Municipal.

Nesta quadra Natalícia num sitio improvável, nasceu em palhinhas deitado, o menino Jesus, filho de Virgem Maria, num presépio artesanal de José Maria Costa, vareiro e filho do saudoso “Costinha”.

Sua Alteza – O Rei D. João O Afetuoso e Sua Alteza – A Rainha D. Ângela A Raríssima

O presidente da Câmara Municipal de Ovar, Salvador Malheiro, recebeu hoje nos Paços do Concelho dois grandes foliões, os Reis do Carnaval de Ovar 2018, Sua Alteza – O Rei D. João O Afetuoso e Sua Alteza – A Rainha D. Ângela A Raríssima.

O parque urbano Ovar, inaugurado em 5 de Janeiro de 2013 pelo, então, presidente da Câmara Municipal Manuel Alves de Oliveira, permitiu reabilitar uma zona importante da cidade. Agora, vareios e forasteiros podem passear pelos seus recantos, brincar, praticar desporto, caminhar, descansar ou ficar pelo café. Ali bem próximo, junto ao parque da Srª da Graça, outra zona foi reabitada e dá acesso à zona do Casal, onde foi reabilitada uma antiga fábrica de papel para dar lugar à Escola de Artes e Ofícios. As duas zonas têm em comum o facto de partilharem o Rio Cáster e as suas margens comunicarem por bonitas pontes.

Não existem piratas, mercenários ou ladrões na Taberna Dom Joaquim, apenas damas e cavalheiros na cavaqueira, passageiros a aguardar pelo comboio e estudantes atrasados para as aulas. O Largo da Estação de Ovar recebeu no início do ano a reabertura de um espaço que é uma viagem no tempo e que, com o charme das tabernas medievais, oferece vinhos do Douro, petiscos e refeições difíceis de resistir.