Pág. 1 de 23

Ovar (135)

Ovar

O concelho de Ovar dispõe de uma excelente localização e ótimas acessibilidades. Localizado no Distrito de Aveiro, ocupa uma posição excêntrica no litoral norte, ficando próxima dos maiores centros urbanos do Norte e Centro de Portugal – Porto e Aveiro.

Com uma área total de 160.64 Km2. Integra oito freguesias Arada, Cortegaça, Esmoriz, Maceda, Ovar, S. João, s. Vicente de Pereira e Válega.

Substituindo um antigo concelho extinto, Ovar teve carte de fora dada por D. Manuel I, em 10 de fevereiro de 1514. Terra de lavradores, pescadores, comerciantes e artesãos. Ovar conheceu os rumos da industrialização e urbanização a partir doa anos 50 do século passado.

O desenvolvimento económico não perturbou os hábitos multisseculares, mantendo vivas as tradições do Cantar dos Reis, das Procissões Quaresmais, das festividades de verão e da grande festa popular que é o Carnaval.

O concelho de ovar dispõe de um património natural riquíssimo (a floresta, a Ria e as praias), um importante património arquitetónico e cultural (azulejo e arte sacra), o afamado Pão-de-Ló de Ovar, tudo isto aliado à modernidade de uma rede de acessos privilegiada, várias zonas industriais, comércio e serviços, equipamentos desportivos de qualidade e de uma rede de ecopistas e ciclovias com ais de 40 km de extensão.

O Carnaval de Ovar 2018 arranca já no próximo dia 20 de janeiro, prolongando-se até 13 de fevereiro, uma vez mais com uma programação diferenciadora, arrojada, e para vários públicos.

Ondas da Serra esteve no dia de Reis, 6 de janeiro, no café Ideal, com muitas décadas e tradições em Ovar para escutar as troupes convidadas. A quarta a cantar foi a Trupe de Reis da Sociedade Musical Boa União.

A noite de Reis no Café Ideal terminou com a nona e última trupe da Tradição e Juventude. As pessoas que assistiram à passagem dos reiseiros, depois duma espera um pouco prolongada já pensavam que não iriam ouvir os jovens de Ovar, mas eles finalmente chegaram e a sua atuação valeu a espera.

A última troupe que cantou os Reis no café Ideal na noite de 6 de janeiro foi os jovens da Tradição e Juventude, mas dentro do espetáculo Luís Rola resolveu puxar pelos galões de cantor e a pleno pulmões cantou o hino do Benfica e o Sole Mio.

Ondas da Serra esteve no dia de Reis, 6 de janeiro, no café Ideal, com muitas décadas e tradições em Ovar para escutar as troupes convidadas. A oitava troupe a cantar pertenceu à Associação Cultural e Recreativa de Sande, Salgueiral e Cimo de Vila e Grupo Folclórico da Região de Ovar.

Ondas da Serra esteve no dia de Reis, 6 de janeiro, no café Ideal, com muitas décadas e tradições em Ovar para escutar as troupes convidadas. A sétima Troupe a cantar foi a da Associação Desportiva Ovarense.

Pág. 1 de 23
Pub