Ricardo Grilo

Ricardo Grilo

Histórias capazes de entrar em contacto com as emoções de quem as lê justificam a minha paixão pelo jornalismo. Natural de Santa Maria da Feira, acredito no potencial de um concelho em ensaios para escrever a sua autobiografia. Aos 24 anos, e enquanto colaborar do ‘Ondas da Serra’, procuro a beleza em escrever sobre uma terra tão especial.

Pág. 1 de 9

Ricardo Vieira imortaliza os compositores e as suas criações a cada concerto. O pianista nasceu em Santa Maria da Feira há 33 anos e hoje conquista plateias em todo o mundo. Dezassete anos depois do primeiro concerto com orquestra, no Teatro São Luiz, em Lisboa, garante que nunca vai com “receio para cima do palco”.

Tratam-se de excertos de realidades, cada um construído sem a menor preocupação com o outro. Não querem saber se encaixam nas expectativas que os restantes fragmentos possam ter. Numa clara postura narcisística, adotam o seu discurso, as suas crenças e as suas opiniões. São seis fragmentos vezes 60 com a subtileza de mudanças que ocorrem em segundos e que tantas vezes não são vistas.

As emoções são o princípio de um projeto a dois. Se para Filipa é impossível viver sem alma, para Pedro a vida é mais intensa através da fotografia. Conheceram-se, viajaram, casaram e lançaram a Alma de Alecrim. O blogue, a loja virtual e o espaço físico, no centro histórico de Aveiro, são histórias de amor simples, mas intensas.

1.165 freguesias foram extintas do mapa autárquico português na transição de 2012 para 2013. Espargo foi uma das freguesias agregadas. Seis anos depois, é o último nome da nova realidade territorial de uma união de freguesias a quatro em pleno coração do concelho de Santa Maria da Feira.  Mas freguesia agregada será freguesia extinta?

É na antiga escola primária de Espargo que todos os Sábados, por volta das nove horas da noite, os membros do Grupo Folclórico “Andorinhas de Espargo” ensaiam o património cultural da terra. Falamos com Jorge Pintassilgo, presidente do Grupo Cultural e Recreativo, para medir o pulso de um dos principais álbuns da história de Espargo, concelho de Santa Maria da feira.

A DAM recusa-se a estacionar na paragem confortável da normalidade. Declara-se contra o design aborrecido. Vive nas emoções que provoca, nas histórias que conta e da simplicidade com que reinterpreta a cultura portuguesa. É a partir do estúdio de São João da Madeira, na Oliva Creative Factory, que Joana e Hugo conquistam o mundo.

Pág. 1 de 9