terça, 10 outubro 2017 17:31

Detido homem por violação da lei da caça

Classifique este item
(0 votos)

O Comando Territorial de Aveiro da Guarda Nacional Republicana, através do Núcleo de Proteção Ambiental de Santa Maria da Feira, no dia 8 de outubro, em Santa Maria da Feira, deteve um homem de 53 anos, por violação da lei da caça.

O individuo foi surpreendido quando caçava a menos de 500 metros de habitações, pelo que foi detido. Foi-lhe ainda apreendido o material que transportava:

  • Uma espingarda de caça;
  • 14 cartuchos;
  • Um canivete;

Contactado o Ministério Público do Tribunal Judicial de Santa Maria da Feira, o detido foi sujeito a termo de identidade e residência.

Lida 8 vezes

Autor

Ondas da Serra

Ondas da Serra® é um Orgão de Comunicação Social com distribuição da informação pela Internet, que visa promover a identidade regional e o turismo através da promoção da cultura, património, monumentos, museus, desporto, economia, gastronomia, ecologia e coletividades dos concelhos da região norte do distrito de Aveiro, Ovar, Santa Maria da Feira, Espinho, São João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra, Arouca e dos restantes municípios desta região.

Itens relacionados

Município distinguido com bandeira ECOXXI E 14 escolas receberam bandeira Eco-Escolas

O Município da Mealhada voltou, este ano, a ser distinguido com bandeira ECOXXI e, no que respeita à bandeira Eco-escolas, foram 14 as atribuídas aos estabelecimentos de ensino (jardins-de-infância e escolas) do concelho.

Município volta a ser distinguido com Bandeira eco XXI

O Município da Mealhada voltou, este ano, a ser distinguido com bandeira ECOXXI, um galardão atribuído pela Associação Bandeira Azul (ABAE), que premeia as boas práticas em prol do desenvolvimento sustentável, evidenciadas na concretização de medidas, ações e políticas de sustentabilidade.

Recuperação ecológica do Cabeço Santo: a semente de uma viagem espiritual

Antigo aluno UA – Paulo Domingues, licenciado e doutorado em Engenharia Electrónica e Telecomunicações

Em setembro de 2006 Paulo Domingues lançava à terra a primeira semente do Projecto Cabeço Santo que é hoje, provavelmente, um dos maiores trabalhos nacionais de recuperação e conservação da biodiversidade. Apostado em devolver à mata do Cabeço Santo, em Águeda, a ancestral vegetação derrotada por eucaliptos e acácias, o antigo aluno e professor da Universidade de Aveiro (UA), licenciado e doutorado em Engenharia Electrónica e Telecomunicações, lançou à terra na última década milhares e milhares de carvalhos, sobreiros, murtas, medronheiros e salgueiros.

Faça Login para postar comentários
Pub